meta-pixel
Pular para o conteúdo

A arte final não inclui a marca d’água do PsicoPosts.

Post 325

R$5,50

Este conteúdo faz parte do site PsicoPosts. A cópia e uso (total ou parcial) sem a respectiva compra constitui USO INDEVIDO DE PROPRIEDADE INTELECTUAL, passível de punição nos termos da lei, incluindo multa e detenção. Seu IP foi registrado e poderá ser utilizado para fins legais em caso de uso indevido deste conteúdo.
– Este é um post de conteúdo. As cores da imagem e a posição da sua personalização são exatamente as mesmas que você vê nesta amostra.
– A arte é entregue em arquivo de imagem (JPG), 100% pronta (não-editável), sem a marca d’água do PsicoPosts.
– Os posts não são entregues sem personalização.

Texto com 344 palavras

Falar sobre a morte e sobre o luto não é fácil, ainda mais quando é para crianças. Elas precisam de suporte para lidar com o assunto da melhor forma possível, pois nem sempre conseguem compreender exatamente o que estão sentindo.

A perda de um ente querido é sempre muito difícil de ser encarada e enfrentada, e pode envolver sentimentos como a saudade, a raiva, o medo, a angústia, entre outros. É natural que as crianças – como os adultos – tenham reações diferentes diante do luto.

Durante essa fase, o apoio da família às crianças é fundamental. Conversas, proximidade e acolhimento ajudam muito. O luto não tem prazo de duração: é algo muito particular, que é processado no tempo de quem o sente – e que pode ter fases diferentes, com sentimentos muito distintos. É preciso respeitá-los, inclusive quando vêm dos pequenos.

É comum que, com o objetivo de poupá-las, os adultos excluam as crianças quando o assunto é luto. Mas, caso você decida que é importante incluí-las – especialmente se a perda é de alguém muito próximo -, permita que vivam o processo por inteiro. Crianças são resilientes e, com a ajuda do adulto, são capazes de compreender o momento.

Não esconda da criança que você também sente dor. Ao fazer isto, você pode estar ensinando que ela também o faça, e sofra em silêncio. Partilhar a dor é uma forma de diminuí-la. Seja sempre verdadeiro, firmando assim o vínculo de confiança que existe entre vocês.

Livros e filmes que falam sobre morte – claro, de forma delicada, lúdica e adequada às crianças – podem ser bons aliados para o enfrentamento destes momentos tão delicados. A literatura infantil e o cinema permitem abordar temas difíceis com sutileza, promovendo reflexões e diálogos.

Se notar que a tristeza se prolongou por muito tempo, ou se perceber que a criança mudou o comportamento de forma significativa, ficando muito calada, agressiva ou irritada, é recomendado buscar ajuda psicológica especializada, para que ela possa trabalhar de forma mais saudável suas emoções e aprender a lidar com elas.

#lutoinfantil #psicologiaparasermaisfeliz #lutonainfancia #psicoterapiainfantil #comofalardoluto #psicoterapiadoluto

Falar sobre a morte e sobre o luto não é fácil, ainda mais quando é para crianças. Elas precisam de suporte para lidar com o assunto da melhor forma possível, pois nem sempre conseguem compreender exatamente o que estão sentindo.

A perda de um ente querido é sempre muito difícil de ser encarada e enfrentada, e pode envolver sentimentos como a saudade, a raiva, o medo, a angústia, entre outros. É natural que as crianças – como os adultos – tenham reações diferentes diante do luto.

Durante essa fase, o apoio da família às crianças é fundamental. Conversas, proximidade e acolhimento ajudam muito. O luto não tem prazo de duração: é algo muito particular, que é processado no tempo de quem o sente – e que pode ter fases diferentes, com sentimentos muito distintos. É preciso respeitá-los, inclusive quando vêm dos pequenos.

É comum que, com o objetivo de poupá-las, os adultos excluam as crianças quando o assunto é luto. Mas, caso você decida que é importante incluí-las – especialmente se a perda é de alguém muito próximo -, permita que vivam o processo por inteiro. Crianças são resilientes e, com a ajuda do adulto, são capazes de compreender o momento.

Não esconda da criança que você também sente dor. Ao fazer isto, você pode estar ensinando que ela também o faça, e sofra em silêncio. Partilhar a dor é uma forma de diminuí-la. Seja sempre verdadeiro, firmando assim o vínculo de confiança que existe entre vocês.

Livros e filmes que falam sobre morte – claro, de forma delicada, lúdica e adequada às crianças – podem ser bons aliados para o enfrentamento destes momentos tão delicados. A literatura infantil e o cinema permitem abordar temas difíceis com sutileza, promovendo reflexões e diálogos.

Se notar que a tristeza se prolongou por muito tempo, ou se perceber que a criança mudou o comportamento de forma significativa, ficando muito calada, agressiva ou irritada, é recomendado buscar ajuda psicológica especializada, para que ela possa trabalhar de forma mais saudável suas emoções e aprender a lidar com elas.

#lutoinfantil #lutonainfancia #psicoterapiainfantil #comofalardoluto #psicoterapiadoluto

R$5,50

Conheça também outros posts:

O que vou receber ao fazer uma compra?

Cada um dos posts inclui:

1. Arte com imagem em alta resolução, personalizada com seu nome e seus dados. A arte final não conterá a marca d’água “PsicoPosts”.

2. Texto/Descrição, com informações confiáveis, de alta qualidade e fácil leitura, desenvolvido pelo time editorial do portal Nossos Psicólogos. Conteúdo profissional, com teor sensível e inteligente, para gerar real valor aos seus seguidores. Média de 200 palavras por texto. Você poderá editá-los, se desejar.

3. Hashtags de alto potencial, para você se destacar, mesmo para quem ainda não é seu seguidor. Você também poderá editar suas hashtags, se desejar.

Veja abaixo um exemplo de arte e texto, que compõem os posts.

Quando vou receber meus posts personalizados?

Uma vez realizada a compra, nossa equipe entrará em contato com você para definir a personalização dos seus posts, em até 3 dias úteis. Definida a personalização, ela será aplicada a todos os posts comprados por você.

Você receberá, então, um e-mail com todos os posts personalizados, seus respectivos textos e hashtags. Pronto! Você poderá postar nas redes sociais que desejar. Veja este vídeo, que explica como passo a passo como fazer as postagens.

Lembre-se de postar com a maior frequência possível! Isto gera maior sua visibilidade, aumenta o número de potenciais seguidores e favorece o engajamento deles com seu conteúdo!

Posts de Vídeo

Os posts em vídeo podem ser usados nas suas redes sociais, tanto no Feed quanto nos Reels.

O posts contém legenda/texto. Ela ficará disponível para você após a compra.

Como funciona?

Após a compra, cada vídeo será personalizado pelo nosso time de design, com base nas informações que você nos fornecer.

Eles serão entregues a você 100% prontos, em arquivo de vídeo MP4 (sem áudio), que você poderá baixar e, então, publicar em suas redes sociais.

O que devo enviar para que o post seja personalizado?

Certifique-se de enviar as informações abaixo para contato@psicoposts.com.br para o Whatsapp (11) 94103-4986

1. SUA FOTO

Forneça uma foto de boa qualidade, com enquadramento aberto (sem cortar o rosto, topo da cabeça ou os ombros). Isso flexibiliza a aplicação dela no post.

Evite mostrar outras pessoas e procure fazer uma foto com aspecto simpático, mas profissional.

Evite fotos em momentos de lazer, com óculos escuros, no carro, excesso de maquiagem, etc.

2. SUA LOGOMARCA

Sua logomarca será aplicada na área reservada do post, exatamente na mesma posição que você viu na loja, ao selecioná-lo.

Caso você não tenha logomarca, aplicaremos seus dados de contato (nome, CRP, Whatsapp, etc), conforme as informações que você disponibilizar no momento da compra.

3. SUA COR

Seu post será tonalizado na cor principal da sua logomarca (ou na cor que você nos informar), seguindo exatamente o mesmo modelo do post exibido na loja.

IMPORTANTE: As personalizações com foto e tonalização de cor NÃO se aplicam aos posts de conteúdo (que são entregues exatamente com as mesmas cores exibidas na loja, sem alterações).

Seus seguidores e pacientes vão adorar seus eBooks! ❤️
Promoção não-retroativa e não-cumulativa, válida somente em 15/09/2023
//